A Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Ji-Paraná (Coocamarji), lançou na última semana, mais uma iniciativa de proteção ao Meio Ambiente. Trata-se do projeto ambiental, Recicla-Jipa, que conta com apoio institucional da Secretaria de Meio Ambiente (Semeia) da prefeitura de Ji-Paraná, Tribunal de Justiça e da empresa Unimed para criação de um Eco-Ponto. O lançamento foi durante a abertura da Semana do Meio Ambiente. Celso Luiz Mouloz, presidente da entidade disse esperar contar com o ‘abraço’ da comunidade nesta nova ação.

De acordo com coordenador do projeto Vilton Sanchotene Pinto Filho, a meta é bastante factível, ou seja, reduzir em 104 mil toneladas o montante de resíduos que são enterrados na lixeira controlada, nos próximos quatro anos, conforme consta a Composição gravimétrica dos Resíduos Sólidos Urbanos do município. Ele também disse ser possível reduzir muito mais no futuro. ‘As potencialidades são do tamanho de Ji-Paraná, já que cerca de 40% dos resíduos gerados pela população poderiam ser reciclados, e isso acontece apenas com 3%’. Alertou.

3%

Ainda de acordo com o coordenador, estudo realizado mostra os seguintes números, bastante preocupantes, em Ji-Paraná. A pesquisa mostra que o município tem uma produção, diária de 26.400 toneladas de lixo e desse total 25.608 são enterrados. Em valor econômico, Vilton Filho afirma que são enterrados mais de R$ 5 milhões de material que poderiam ser reutilizados. “São dados que podem ser mudados, conforme as nossas atitudes de hábitos sustentáveis”, lembrou.

Recicla Jipa 

O Recicla Jipa promoverá Educação Ambiental e ampliar a conscientização da população acerca da importância de tratar com mais responsabilidade os resíduos que geramos, sendo seus objetos: Separação dos resíduos nos domicílios, Horários de coleta, Destinação final, Dicas para reutilização, Informações sobre como reduzir o volume do lixo gerado e o funcionamento do processo de reciclagem.

O projeto também faz parte do Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental (Comdeam), não remunerado, e por membros independentes escolhidos em razão de sua grande contribuição para o município na área de resíduos e limpeza urbana. “Convidamos os cidadãos, empresas, entidades sem fins lucrativos, associações, cooperativas, igrejas, organizações do terceiro setor a participar dessa iniciativa”, concluiu.

Primeira Etapa

O coordenador ainda informou que a primeira etapa, será de palestras e gincanas educativas ambientais nas escolas urbanas e rurais de Ji-Paraná. A prefeitura lançará Edital para a contratação de uma empresa que ficará responsável pela coleta os resíduos. Já na sexta-feira (24), haverá uma Audiência Pública para debater a Coletiva Seletiva e Conscientização Ambiental. O Tribunal de Justiça (TJ RO) já teria doado três contêineres e a empresa Unimed, uma unidade a ser instalada (sexta-feira), na área do Feirão do Produtor onde as pessoas poderão depositar: Papel Metal, Plásticos, Eletrônicos e óleo de cozinha usado. A segunda etapa será ampliada com o Calendário de Coleta nos bairros.

Autor:

Jornal,

Diário da Amazônia

J. Nogueira