O Ministério Público de Rondônia, por meio do Centro de Apoio Operacional da Infância (CAOP-Infância), divulgou nesta quarta-feira (12/06), Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, os resultados das ações do Projeto de Combate às Vulnerabilidades no Campo, desenvolvido por diversos órgãos que compõem o sistema de garantias e proteção do público infantojuvenil, com o objetivo de sensibilizar famílias rurais sobre a permanência, na escola, de crianças e adolescentes que vivem no campo. O trabalho, conforme aponta relatório de atividades, promoveu a capacitação de mais de 200 técnicos e a sensibilização de 1.600 estudantes da área rural do Estado, no ano passado.

Lançado em 2016, o projeto é executado pelo Comitê Gestor de Combate às Vulnerabilidades no Campo, com uma abordagem voltada para a educação e sensibilização de famílias rurais, sob o slogan  “Agricultor Inteligente Mantém a Criança na Escola”.

Conforme dados do projeto, no ano passado, 280 técnicos de órgãos ligados à área da Agricultura, em nível estadual e municipal, receberam capacitações promovidas pelo Ministério Público de Rondônia, Ministério Público do Trabalho, Ministério do Trabalho e Emater.

As atividades, destinadas a equipes que atuam diretamente com os produtores rurais, extensionistas da Emater e técnicos da Idaron, Seagri e Secretarias de Agricultura dos Municípios, tiveram como objetivo principal preparar os participantes para disseminar a mensagem central da campanha, que é a preservação da infância e a garantia do direito da criança de estudar.

Assim, os alunos dos cursos foram alertados para a importância de crianças e adolescentes que vivem no campo aprenderem a profissão dos pais, tendo, contudo, o acesso ao lazer, saúde e, principalmente, educação e qualificação profissional. A intenção é fazer desses técnicos difusores dessa ideia em suas atividades diárias no campo, junto às comunidades rurais.

Ainda conforme levantamento divulgado pelo Projeto, em 2018, foram realizadas diversas ações, promovidas por extensionistas sociais da Emater em escolas rurais de diversos municípios do Estado, as quais contemplaram, aproximadamente, 1.600 estudantes.

Eventos

No ano passado, a equipe promoveu a realização de atividades lúdicas e de conscientização junto a crianças da Escola Municipal João Afro, na Vila Princesa, em Porto Velho; esteve presente a 34ª Expoari, realizada no período de 22 a 30 de julho, em Ariquemes e, ainda, a III Expoagro, ocorrida no período de 24 a 28 de agosto, na Capital.

O Comitê Gestor de Combate às Vulnerabilidades no Campo também levou a mensagem do projeto à 7ª Rondônia Rural Show, ocorrida nos dias 24 a 27 de Maio, no Município de Ji-Paraná. A ação se repetiu na edição do evento já em 2019.


Comitê

Compõem o Comitê Gestor de Combate às Vulnerabilidades no Campo, o  Ministério Público de Rondônia, por meio do Centro de Apoio Operacional da Infância (CAOP-Infância); Ministério Público do Trabalho; Tribunal Regional do Trabalho; Governo de Rondônia, por meio de diversas Secretarias; Ministério do Trabalho; Emater e Banco da Amazônia (Basa).

Autor:

Assessoria

 MP RO