'Unidade oferece aulas de canto e em 13 instrumentos diferentes'

A Escola de Música Walter Bártolo da Fundação Cultural de Ji-Paraná (FCJP) abriu vagas para novos alunos, no segundo semestre de 2022. Os interessados deverão comparecer ao edifício sede da fundação, na avenida Brasil, 1305, entre as ruas Manoel Vieira dos Santos (T-10) e Divino Taquari (T-11), no 2º Distrito.

As aulas foram iniciadas no dia 1º de agosto, das 8h às 11h e das 14h às 17h, de segunda a quinta-feira; e nas noites de segunda e quarta-feira, das 18h30 às 21h30, com aulas de violão, viola caipira e guitarra para público adulto. As inscrições continuam abertas até o dia 15, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30, na sede da FCJP.

“Cada aluno frequentará as aulas em dias alternados [segunda e quarta ou terça e quinta-feira]. Se preenchidas todas as vagas, atenderemos cerca de 350 alunos”, explicou Edmilson Almeida Costa, diretor da escola de música e professor de instrumentos de sopro.

A lista de cursos oferecida pela Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Fundação Cultural, inclui baixo, bateria, coral infantil, guitarra, piano, teclado, viola caipira, violão e violino, além dos instrumentos de sopro flauta, saxofone, trombone e trompete; e aulas de teoria musical.

O público alvo predominante é de 8 a 17 anos de idade, porém o período noturno é reservado para o público adulto. Havendo vagas no período diurno, as pessoas adultas também poderão se utilizar dessa faixa de horário. Nos cursos de bateria e piano, somente um aluno será atendido por horário. Nos demais, três alunos.

Todos os cursos são ministrados na sede da Fundação Cultural. O primeiro piso é reservado para as aulas de balé, com predominância do público feminino, enquanto as aulas de música são ministradas no segundo piso. A duração é de oito semestres, ou quatro anos, com direito a certificado de conclusão.

“Aos alunos, recomendo dedicação total para que o sucesso seja alcançado. Aqueles com maior destaque se apresentam nas festividades de fim de ano, geralmente em exibições no Teatro Municipal Dominguinhos”, incentivou o professor Edmilson.

Edmilson afirmou ainda que as aulas poderão desenvolver as habilidades musicais das pessoas, com ou sem vocação para tocar um instrumento musical. Disse ainda que ter vocação ajuda muito, mas não é condição indispensável para que uma pessoa se torne um ótimo músico, bastando para isto, dedicação e esforço.       

Fonte/Autor:

Assessoria