Após iniciar o mês de março com baixas constantes na primeira quinzena, o nível do Rio Machado em Ji-Paraná, voltou a registrar alta neste início de semana. Na manhã desta terça-feira (24), a régua de marcação oficial da Agência Nacional de Águas (ANA), marcava 9.11/cm. Apesar da elevação da água, os órgãos que compõem a Defesa Civil do município, acreditam que uma possível enchente já estaria praticamente descartada.

Durante os mesmos de janeiro e fevereiro, choveu muito na região de Ji-Paraná, resultado na elevação do nível que passou dos 10.70/cm, alagando partes de muitos bairros e fazendo com que proprietários de residências atingidas procurassem outros abrigos, na sua maioria, parentes. Esse ano, A Defesa Civil composta por órgãos como Corpo de Bombeiros, secretaria de Assistência Social, Polícia Ambiental, Meio Ambiente (Semeia) e secretaria de Obras (Semosp), não registrou qualquer tipo de pedido de apoio, situação inédita no município.

Mesmo com o nível não ter transbordado e causado maiores transtornos, a Defesa Civil sempre se manteve em alerta para uma possível ação de emergência, como local definido e o tipo de atendimento oferecido para as possíveis vítimas das cheias.

Evolução

O rio Machado iniciou o mês de março com 10.51/cm e posteriormente, diminuindo satisfatoriamente até alcançar 8.62 na última sexta-feira (20). No sábado, aumentou o nível para 8.92, e no domingo (9.20). Nesta segunda-feira, o nível regrediu um pouco para 8.97/cm, e ontem, novamente subiu para 9.11/cm. O responsável pela medição manual, Lucenir Saldanha que envia os dados para a Agência Nacional de Águas (ANA), previu que ainda vai ter muita chuva. “A nossa preocupação é com as chuvas registradas nas cabeceiras do Machados nas regiões de Pimenta Bueno e Cacoal” concluiu.

Autor:

Jornal,

Diário da Amazônia