Para orientar a população sobre os riscos e danos causados pelas queimadas, a Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), intensificou as ações de educação ambiental, neste período de seca, com visitas em bairros, palestras educativas, entre outras atividades.

“Em 2021, foram registrados 452 focos de queimadas e, neste ano, até o dia 6 de junho, já contabilizamos 99 queimadas”, informou a secretária municipal de Meio Ambiente, Jeane Muniz, que destacou que o número tende a crescer no período do verão amazônico, época de estiagem na região Norte.

A equipe da Semeia tem visitado diversos bairros, visando orientar os moradores para que ninguém ateie fogo ao lixo no quintal ou em terrenos baldios, não jogue bitucas de cigarro em áreas de matas ou estradas e não ateie fogo em áreas urbanas ou rural.

“Entregamos um panfleto educativo e orientamos as pessoas sobre os danos que as queimadas podem causar à nossa saúde e ao meio ambiente”, comentou o coordenador de educação ambiental da Semeia, Wendell Goulart.

A população pode denunciar queimadas pelos números: 193 (Bombeiros), 3411-4204/99220-3059 (Semeia) e 3423-3791 (Polícia Ambiental). Outra atividade que a Semeia tem realizado são as palestras educativas em escolas sobre os impactos que as queimadas podem causar ao meio ambiente.

“Com estas ações, o nosso intuito é que estes estudantes nos ajudem neste trabalho educativo, alertando os pais e amigos sobre os danos das queimadas para o futuro, e já estamos cumprindo com a determinação do Tribunal de Contas [TCE-RO], de que cada município faça e execute seu plano de ação para conter as queimadas", comentou Jeane Muniz. 

Fonte/Autor:

Assessoria