Na última sexta-feira (03), a diretoria do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) se reuniu com representantes da prefeitura de Vilhena para comunicar as decisões votadas pela plenária do Conselho referente às constantes denúncias divulgadas pela mídia e confirmadas durante a fiscalização realizada no começo de maio.

Entre as orientações esteve o retorno dos atendimentos de urgência e emergência da UPA para o Hospital Regional de Vilhena como era antes, para que o prédio que hoje sedia a UPA seja regularizado. O mesmo não contém alvarás sanitário e de Corpo de Bombeiros e nem mesmo registro no Cremero. Falta também o registro de escalas médicas, diretores clínicos e técnicos. “Com a desativação da central de covid do Regional, ele ganha um espaço suficiente para atender ajudar na demanda da UPA. Todos apontamentos refletem na melhoria de atendimento para população e em melhores condições para os profissionais que lá trabalham”, destacou o segundo vice-presidente do Cremero, Dr. Marco Túlio Teodoro.

Presentes na reunião agendada previamente estavam ainda o delegado da regional do Cremero Dr. Eduardo Scholer, a presidente Dra. Ellen Santiago, o procurador geral do município Tiago Cavalcanti, a vice-prefeita Patrícia da Glória, o secretário de saúde José Aparecido Tiago Borges Junior e o diretor técnico do Hospital Regional Dr. Jânio Marques Vieira. Os participantes disseram estar cientes de tudo apontado pelo Cremero e se comprometeram a realizar as mudanças dentro de um prazo hábil.

Fonte/Autor/Foto:

Assessoria