Os trabalhadores com saldo no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) nascidos em abril, maio, junho, julho agosto e setembro podem retirar até R$ 1.000 mil de suas contas este mês (conforme calendário abaixo), referente ao saque extraordinário.

O crédito é feito em conta poupança social, aberta automaticamente pela Caixa Arquivo / Agência Brasil
© Arquivo / Agência BrasilO crédito é feito em conta poupança social, aberta automaticamente pela Caixa Arquivo / Agência Brasil

O crédito é feito em conta poupança social, aberta automaticamente pela Caixa Econômica Federal e acessada pelo aplicativo Caixa Tem.

Após o crédito dos valores, é possível pagar contas, utilizar o cartão de débito virtual para pagamento em lojas, sites ou aplicativos, além de fazer compras pagando com o QR code nas maquininhas, tudo por meio do Caixa Tem.

Emprego: Coca-Cola oferece mais de 100 vagas em todo o Brasil

Os valores podem ser consultados pelo aplicativo do FGTS ou site da Caixa. O crédito automático pode ser desfeito até 10 de novembro.

O trabalhador que não quer receber o saque extraordinário do FGTS deve acessar o aplicativo FGTS ou ir a uma agência da Caixa para informar que não deseja receber o dinheiro. O crédito não sacado até 15 de dezembro retornará ao FGTS.

Veja o calendário:

Nascidos em janeiro – 20 de abril

Nascidos em fevereiro – 30 de abril

Nascidos em março – 4 de maio

Nascidos em abril – 11 de maio

Nascidos em maio – 14 de maio

Nascidos em junho – 18 de maio

Nascidos em julho – 21 de maio

Nascidos em agosto – 25 de maio

Nascidos em setembro – 28 de maio

Nascidos em outubro – 1º de junho

Nascidos em novembro – 8 de junho

Nascidos em dezembro – 15 de junho

Fonte/Autor:

Daniela Quitanilha

Isto é Dinheiro